Postagem em destaque

Resenha do livro: POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância.

Resenha do livro: POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância. Tradução: Suzana Menescal de A. Carvalho e José Laurenio de Melo. Rio d...

As Grandes teorias da aprendizagem e seus educadores:





Queridos leitores, hoje vou começar uma série de postagens sobre as grandes Teorias da Aprendizagem e seus Educadores.
O mundo se modificou, o homem faz parte deste processo e assim, nasceram novas teorias e concepções permeadas pelas transformações sociais em cada momento em que surgiram. Várias de vocês devem estar se perguntando: Mas este assunto já foi muito abordado, já conhecemos. Queremos novidades, atividades, desenhos, datas comemorativas!  Calma meninas, dialogar sobre as teorias também é muito importante. Vamos lá. 
Considerando a ideia de que, a educação é um "sistema orgânico", ao  expandir o nosso olhar para além do que nos é apresentado,  perceberemos a complexidade do Universo Humano e suas interações com o mundo. De tudo isto pode-se concluir: Nunca se "saberá" o suficiente. Há um constante "movimento" das teorias, ora descobrindo-as, aprendendo-as e reaprendendo-as. Quebrando paradigmas, "derrubando" dogmas, criando outros, afirmando, reformulando e evoluindo sempre. A educação é um processo infinito. Como num moinho d'água, a a força motriz é a água, a  força motriz da educação é o ser humano. O moinho é a metodologia, a ferramenta que sustenta o trabalho educacional. Ele apenas levará a água, gerando a força necessária para a moagem do milho. O milho é o "saber" que processado, dará origem ao fubá, o  "conhecimento" que nutre. 
Um dia o homem deixará de existir mas, o seu conhecimento se perpetuará. Como a semente que dará origem a uma árvore, vai se transformar, sofrer intervenções, intervir no ambiente e ao "morrer", nutrirá outras formas de vida, num ciclo infinito. 
Como já dizia Lavoisier em sua "teoria sobre a conservação da matéria": 
_"Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma". 
Estudar muito, muito, muito e muito, com humildade e visão crítica, para que assim, a educação libertadora possa tornar se uma "realidade criadora" de um "novo" pensamento pedagógico. 
Como educadores, devemos ser incansáveis na busca pela melhor forma de fazer do processo educacional algo humanamente natural e contínuo. 

Danúbia Rocha

9 horas de músicas relaxantes

Total de visualizações de página

Depende de nós....

Depende de nós....

Populares