Postagem em destaque

Resenha do livro: POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância.

Resenha do livro: POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância. Tradução: Suzana Menescal de A. Carvalho e José Laurenio de Melo. Rio d...

SIM SENHOR ... SOMOS LATINOS




Estudantes são proibidos de usar 


lenços com bandeira do Brasil em 


formatura nos Estados Unidos


As formaturas escolares são eventos cívicos, onde se destaca o culto aos valores nacionais, por isso o diretor proibiu o uso dos lenços verde-e-amarelos na cerimônia de colação de grau.

Na Zona Leste dos EUA você vai conhecer um grupo de estudantes que enfrentou o diretor de uma escola.
Em Martha's Vineyard, uma ilha no estado de Massachussets, é fácil encontrar o prato feito típico do Brasil servido nas mesas dos restaurantes. É que de cada cem pessoas que vivem aqui, 20 são brasileiras.
Gente que ajuda a tocar a economia da cidade, que trabalha, que estuda nas escolas da região. Tudo ia bem com os brasileiros que estavam terminando o High School em uma escola, o correspondente ao ensino médio no Brasil. As notas estavam boas, todos foram aprovados. Tudo ia bem, até dia da formatura, quando surgiu um lenço do Brasil.
Era para ser só um enfeite em volta do pescoço, um jeito de lembrar das origens em uma hora tão importante. Nos Estados Unidos, as formaturas escolares acontecem no meio do ano, antes das férias de verão. Também são eventos cívicos, onde se destaca o culto aos valores nacionais.
Por isso o diretor proibiu o uso dos lenços verde-e-amarelos na cerimônia de colação de grau. "Ele disse que não ia concordar, porque não seria uma coisa que ele aceitaria, que não estava certo porque ia contra todas as regras da escola", reclama a estudante Paola Maiesky.
"Eu me senti discriminado porque eu acho que todo mundo tem o direito", completa o estudante Norberto Ferreira de Assis.
Os alunos decidiram que iriam usar os lenços, apesar da proibição. O diretor respondeu que não entregaria os diplomas e disse ainda que iria suspender todos os alunos por dois dias. Nos Estados Unidos, uma punição assim pode até impedir os alunos de entrar na universidade.
Os brasileiros que moram em Martha's Vineyard ficaram indignados. "Eu fiquei decepcionado, porque achei que ele foi além do limite", opina o pastor Walcir Carvalho.
Americanos também. Uma mulher americana, chamada Eva, acha que os alunos brasileiros, tão longe de casa, têm todo o direito de demonstrar o apreço à própria cultura.
A escola se dividiu. Uma parte dos mestres apoiou os alunos. Outra, ficou do lado do diretor. Poucas horas antes da formatura, uma comissão de professores finalmente decidiu, por cinco votos contra três, que os lenços brasileiros fariam parte da festa.
Tentamos falar com o diretor, mas não fomos recebidos.
"A proibição foi um erro", diz uma das professoras da escola que aceitou conversar com nossa equipe. Para ela, a mensagem que fica é a de que muita gente no país ainda precisa aceitar a integração com os imigrantes.
fonte:http://g1.globo.com

9 horas de músicas relaxantes

Total de visualizações de página

Depende de nós....

Depende de nós....

Populares