Postagem em destaque

Resenha do livro: POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância.

Resenha do livro: POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância. Tradução: Suzana Menescal de A. Carvalho e José Laurenio de Melo. Rio d...

02 DE ABRIL: Dia mundial da conscientização do autismo


"Tudo que o homem não conhece não existe para ele. Por isso o mundo tem, para cada um, o tamanho que abrange o seu conhecimento."

Carlos Bernardo González Pecotche




Hoje dia 2 de Abril, celebra-se o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A data é referência mundial e diversas cidades do mundo costumam iluminar pontos turísticos com a cor azul – cor escolhida para representar o autismo.
Apesar de todos os estudos feitos em relação ao autismo podemos ainda perceber que a comunidade científica sabe muito pouco sobre este tema.



O que é Autismo?


Autismo é um distúrbio do desenvolvimento do sistema nervoso que afeta o relacionamento de seus portadores com as outras pessoas e com o mundo ao seu redor. Está incluído num conjunto de doenças denominado Transtornos do Espectro Autista.
Os Tipos de Autismo mais comuns, classificados de acordo ao grau de comprometimento, são:
Autismo Clássico, que deve preencher uma série de critérios diagnósticos, e apresenta como características principais um prejuízo na interação social e na comunicação e restrição de comportamento, interesses e atividades;
Síndrome de Asperger, que se diferencia do autismo clássico por não apresentar atraso no desenvolvimento cognitivo ou da linguagem;
Autismo Atípico, que se diferencia do autismo clássico por manifestar-se tardiamente, após os três anos de idade, e por não preencher todos os seus critérios diagnósticos.
Dentre os diversos Sintomas do Autismo, os principais incluem distúrbios no desenvolvimento das habilidades sociais, físicas e linguísticas e alterações nas funções sensoriais.
Diagnóstico do Autismo é baseado na história clínica e norteado por critérios estabelecidos pelo CID (Classificação Internacional de Doenças da OMS) ou pelo DSM (Manual de Diagnóstico e Estatística da Sociedade Norte-Americana de Psiquiatria).
São diversas as opções de Tratamentos do Autismo, escolhidas de maneira individualizada para cada paciente. De maneira geral, os tratamentos visam estimular o desenvolvimento das habilidades sociais e ensinar as famílias a lidar com o autismo.
As Causas do Autismo, por fim, ainda estão sendo elucidadas através das pesquisas científicas. O que já se sabe é que há um componente genético importante como causa da doença, e que há possibilidade de associação de fatores ambientais desencadeantes.( Fonte: www.autismoerealidade.com.br )
Estas ações são apenas o começo de uma transformação no olhar do "homem para seu semelhante"... , no olhar dos profissionais educadores, pedagogos, psicólogos, terapeutas, fonoaudiólogos. Cada ser humano é único  com todas as suas particularidades... Deus nos fez assim, "Obras primas". Nós ( A SOCIEDADE ) é que tentamos dar nome às nossas "Qualidades especiais", desenvolvendo estudos,  teorias, teses e experimentos, como se  fosse o mais importante. Claro que devemos nos utilizar de todas as ferramentas disponíveis para viver melhor e com mais saúde, mas a principal lição que devemos assimilar, não é o melhor método de tratamento, ou os caminhos da educação destas crianças... devemos valorizar o que elas têm de melhor. Não só as crianças rotuladas (diagnosticadas) como "autistas", mas sim todas as crianças. Todas possuem habilidades e deficiências em graus distintos. São seres humanos! O que falta simplesmente é "ver" o outro como um todo, o mundo à sua volta, sua família, e utilizar desta diversidade para se desenvolver seu processo educacional.
Talvez, estas crianças tenham mais a nos ensinar, do que a aprender.
Danubia Rocha  Arte-educadora, professora, mãe e Estudante do curso de Pedagogia

9 horas de músicas relaxantes

Total de visualizações de página

Depende de nós....

Depende de nós....

Populares