Postagem em destaque

Resenha do livro: POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância.

Resenha do livro: POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância. Tradução: Suzana Menescal de A. Carvalho e José Laurenio de Melo. Rio d...

Adozinda Kuhlmann um exemplo a ser seguido
















Como ser feliz? A professora Adozinda Kuhlmann revela o que aprendeu em 90 anos de vida
por Gislene Vieira Pereira
Outubro 09, 2007

Dona Adozinda Kuhlmannn foi a nossa entrevistada do mês. Essa senhora de 90 anos teria muita coisa para nos passar por ter vivido até essa idade. Porém, além de contar histórias, ela é um exemplo de vida; até hoje exerce a profissão que tanto ama: a de ser professora. Com muita doçura e seriedade, ela é capaz até de alfabetizar um menino de 18 anos, que apresenta problemas de saúde.

Filha de Gustavo Fernando Kuhlman e Emília de Azevedo Kuhlmann, nasceu no dia 26/04/1917 em Cuiabá-MT. Casou-se com Phidias Kuhlmann em 05/02/1944 com quem teve 2 filhos: Stella Renata de Azevedo Kuhlmann, hoje promotora de justiça e Gustavo Guilherme Kuhlmann, que é médico. É avó de 4 netos e bisavó de Isabela e Ana Luisa.

Muitos alunos passaram por ela. Desde as colegas do primário, em Penápolis, ajudadas por Adozinda após as aulas, até tantos outros que estudaram na escola pública Alberto Conte, em Santo Amaro, onde a professora aposentou-se. Hoje as aulas são em casa e começam bem cedinho. Dona Adozinda não se importa de sair cedo da cama.
Seu dinamismo e talento são manifestos também nas composições musicais. Eclética, compõe valsas, choros, samba-canção e boleros. Virtuosa autora de acrósticos, tem em seu repertório, centenas deles. Na hora da entrevista, cantou os versinhos "Faça de conta que você me quer/ faça de conta que sou seu marido/ faça de conta que sou sua mulher/ faça de conta que sou seu querido".
A marca registrada de Dona Adozinda é a alegria. Sempre sorrindo, concedeu-nos essa entrevista que contém muitos conselhos para os jovens e nos faz refletir sobre a real importância que deveríamos dar a todas as coisas e pessoas. Por incentivar os valores da honradez, solidariedade, ética e da educação tem sido distinguida com láureas e prêmios dos mais diversos setores e segmentos. Confira nos vídeos o depoimento de Dona Adozinda.


fonte:http://www.sampaonline.com.br/reportagens/adozindakuhlmann2007out05depoimentos.htm

9 horas de músicas relaxantes

Total de visualizações de página

Depende de nós....

Depende de nós....

Populares